Mc Deeh pede ajuda aos internautas para gravar videoclipe no Pará

Com apenas 22 anos, Ana Débora, mais conhecida como Mc Deeh, já lançou quatro videoclipes e segue rumo ao quinto

Mc Deeh começou no movimento hip hop aos 13 anos com a dança, durante um projeto cultural na sua escola e seguiu pelo caminho como Bgirl, que é a garota que dança breaking. Apesar de sempre escrever suas poesias, só em 2018 que iniciou sua carreira como Mc após conhecer como se produzia os beats.

SIGA O CATRAIA DIGITAL NO INSTAGRAM!

Como as pessoas não sabiam que iria entrar nesse ramo musical, Mc Deeh de cara lançou o videoclipe mostrando seu trabalho com a música meu “bonde É esse”. Suas letras falam sobre sua vivência, sua própria história de vida, o empoderamento da mulher e principalmente da mulher preta da periferia.

Através das suas redes sociais, Mc Deeh conheceu outros grupos de hip hop de fora do Estado e, inclusive, gravou a música “Madalena” com uma artista de Belém, Anna Suav, que veio até o Amapá para a realização desse projeto.

“Eu conheci a galera do hip hop de Belém através da redes sociais, porque é um movimento onde um abraça o outro, é uma galera que se fortalece, quando algum de lá posta um clip, a gente daqui compartilha e vice-versa”, explicou a amapaense.

Agora, a Mc foi convidada para gravar um videoclipe em Belém com a MC Ruth Clark e está arrecadando dinheiro para as suas despesas e disponibilizou sua conta para transferência bancária, para quem quiser ajudar é só conferir os seguintes dados:

Ana Débora de Andrade
Ag: 1902-x
CC: 166987
CPF: 038.453.912-17
Banco do Brasil

Acompanhe a Mc Deeh nas redes sociais: Curta no Facebook, Siga no Instagram, Inscreva-se no YouTube.

Valorize nossas artistas pretas!

Facebook Comments Box

Ruth de Kassia

Acadêmica de jornalismo da faculdade Estácio Macapá e colaboradora do site Catraia Digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.