Declarações de ódio contra figuras públicas femininas que apoiam a comunidade LGBTQIA+ amapaense

Lorena Quintas e Janaína Correia foram vítimas de ataques de ódio e ameaças feitas por perfis fakes em redes sociais

Na última semana veio a público nas redes sociais a denúncia de diversas mensagens de ódio e ameaças que estão sendo propagados contra duas ex-candidatas políticas com extensa trajetória de atuação em movimentos feministas, no Estado do Amapá.

CONHEÇA O CANAL DO CATRAIA DIGITAL NO TWITTER. CLIQUE E SIGA!

A ex-candidata à vice-prefeita de Macapá, Lorena Quintas, de 39 anos de idade, e a ex-candidata à vereadora, Janaína Correa, de 24 anos de idade, ambas do PCdoB, são apoiadoras da comunidade LGBTQIA+ de Macapá e, recentemente, começaram a receber frequentes ataques e ameaças feitas por perfis fakes, em redes sociais.

Em entrevista ao Catraia Digital, Janaína e Lorena disseram que são atacadas nas redes sociais desde outubro de 2020, época das eleições para vereadores e prefeitura de Macapá. “A intenção desses perfis fakes é de nos amedrontar, mas devemos transformar este medo em coragem” acrescentou, Janaína.

Com Lorena Quintas, as ameaças e agressões verbais foram mais pesadas, sendo até ameaçada de ser violentada sexualmente em uma das mensagens enviadas por um dos perfis fakes, veja abaixo um print divulgado por Lorena:

Foto: Reprodução da Internet

As duas pedem respeito pelo seu trabalho e principalmente respeito à elas enquanto mulheres e líderes políticas. Vale salientar a importância do respeito a cada indivíduo que compõe a sociedade, independente de raça, crença e/ou orientação sexual.

“Temos que incentivar mais mulheres a se unirem em defesa das minorias; mulheres, negros, LGBTQIA+, trabalhadores…A política é um meio de transformação social e para ocupar os espaços de poderes devemos enfrentar esses ataques com coragem, apesar do medo imposto pelas” afirma, Lorena.

SIGA O CATRAIA DIGITAL NO INSTAGRAM!

Ambas fizeram boletim de ocorrência contra as ameaças sofridas e disseram que além de receber o apoio de diversas pessoas e entidades para enfrentar essa experiência desconfortável e agressiva que estão vivenciando, elas também estão recebendo o apoio do PCdoB, PSOL, de amigos jornalistas e as investigações estão tendo o acompanhamento do Ministério Público do Estado.

Facebook Comments
Juliana Pedrozo

Juliana Pedrozo

Devidamente enamorada pela arte de comunicar.

One thought on “Declarações de ódio contra figuras públicas femininas que apoiam a comunidade LGBTQIA+ amapaense

  • Avatar
    22 de fevereiro de 2021 em 21:11
    Permalink

    Parabéns, tens futuro, o seu potencial, a sua dedicação, o seu brilho, em tudo que faz, só tende a crescer. Fico muito feliz pelo caminho que você vem projetando.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.