Confeiteiros tiveram que se reinventar para vender seus doces na pandemia

Aumento nos valores dos materiais, maior higienização e restrição do comércio são alguns dos desafios encontrados

Por: Deise Silva e Mônica Peixoto

A pandemia do novo coronavírus transformou diversos trabalhos em um grande desafio. No ramo da confeitaria, vendas de bolos e doces, a situação não foi diferente, o que levou aos profissionais da área a mudar alguns hábitos e criar novas formas de produção e venda dos seus produtos, como entregas delivery, diminuição na produção e rígidas regras de higienização.

CONHEÇA O CANAL DO CATRAIA DIGITAL NO TWITTER. CLIQUE E SIGA!

Até mesmo no período da Páscoa, como aconteceu neste ano,  muitos empreendedores que trabalham com doces e costumam ter uma renda maior, encararam as dificuldades para produzir seus produtos diante da crise. Mudanças no cardápio, inflação, fornecedores em isolamento social e a preocupação com as vendas foram alguns dos obstáculos. Mas a capacidade de superação prevaleceu em muitos casos e hoje após um ano de pandemia muitos confeiteiros se sentem mais preparados.

Márcia Lopes mora em Belém do Pará e nasceu com o dom para a cozinha.  Seguindo os passos da mãe, ela trabalha com venda de comidas, sobremesas e bolos há 7 anos. Com o início da pandemia foi preciso uma adaptação no cardápio para aumentar as vendas, pois estava sendo a fonte exclusiva de renda dela e da sua família.

Hoje ela trabalha com encomendas de comidas, sobremesas e venda de bolos pequenos (todos os finais de semana), o negócio dela já tem 7 anos. Com o início da pandemia foi preciso uma adaptação de alguns sabores para que ela conseguisse vender melhor, pois essa estava  sendo a fonte exclusiva de renda da família  logo no início no ano passado. Este ano, ela deu uma atenção especial aos períodos comemorativos para tentar melhorar os lucros.

A história com os ovos de Páscoa começou em 2018 por iniciativa de Beatriz, filha da Márcia, que auxilia a mãe no negócio. “Depois de ter entrado no curso de nutrição, passei a trazer mais conhecimento para o trabalho da minha mãe. Eu sempre gostei de ajudar e sou curiosa, então no ano de 2018 nos arriscamos na produção dos “Ovos de Colher”. Nesses 4 anos fomos melhorando aos pouquinhos”, conta Beatriz.

Produção e venda na pandemia

Na rotina de produção, elas contam com o apoio do senhor Eldemar Oliveira, marido de Márcia e pai de Beatriz, ele é o braço direito do negócio e fica responsável pela compra dos materiais e entrega dos produtos. As meninas ficam na parte da produção que é feita na casa deles.

“Nossa produção inicia com a organização. Antes a gente sempre posta algo para já serem feitas reservas e então partimos às compras de materiais, meu pai (Eldemar) é o nosso braço direito, ele quem sabe onde tá mais em conta X produto, faz as compras e também as entregas. Como nossa produção é feita em casa e não temos um espaço tão grande, compramos sempre o necessário para a encomenda/venda da vez e assim iniciamos a produção já sabendo quanto temos vendidos e ainda disponíveis”, relata Beatriz.

Contudo, devido ao período de pandemia, algumas alterações precisaram ser feitas. Segundo Beatriz, além dos maiores cuidados com a higienização, elas precisaram lidar com aumento nos valores de materiais. “Em relação a higienização, óbvio que o cuidado aumentou, mas não sentimos tanto pelo fato de já termos um costume correto, mas a pandemia agiu diretamente na nossa compra, pois as coisas além de terem ficado mais caras, também estão em falta e em relação a nossa produção desse ano, temos  que encomendar com bastante antecedência […]  porque trabalhamos com marcas específicas, como por exemplo as barras de chocolate e ultimamente estamos tendo que procurar bastante”, diz.

O Instagram também é uma ferramenta importante é fundamental no negócio. Lá Beatriz faz divulgação dos produtos disponíveis, data de entrega, além de manter um contato com os já clientes e até conquistar novos.

Felicidade é só uma questão de… chocolate!

 Amante de doces, Beatriz revela que ela e a mãe amam o trabalho que fazem e possuem planos para o futuro e revela um sabor especial do cardápio. “Minha intenção depois de formada é expandir a empresa da minha mãe e somar nossos conhecimentos e experiências. (Sou suspeita, mas…) Muita gente ainda precisa conhecer o que minha mãe faz de diferente que é muito bom e sobre o “diferente”, nesse ano, na Páscoa, adicionamos o Ovo de sabor especial: Brownie com Café, o mesmo foi o queridinho dos clientes que já conhecem/amam o bolo de café!”, finaliza.

SIGA O CATRAIA DIGITAL NO INSTAGRAM!

O bolo de café é o carro chefe de vendas, porém, existem diversas opções no cardápio que variam de bolos simples, recheados, brownies até barca de doces.

Elas ressaltam que além de ingredientes de qualidade e cuidado no preparo, tudo é feito com muito amor para que sejam entregues aos clientes os melhores produtos possíveis.

Facebook Comments Box

Mônica Peixoto

Pupila de jornalismo, apaixonada pela arte e pela comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.