Atrativo e nutritivo: os benefícios de um prato colorido e equilibrado

Alimentos coloridos oferecem mais nutrientes e favorecem a manutenção da saúde

Uma alimentação balanceada é essencial para manter a qualidade de vida. Um prato colorido e com variedade alimentar ajuda a evitar a monotonia, deixa a refeição mais atrativa e ajuda na prevenção de doenças. Alimentação que mistura várias tonalidades possui vários nutrientes, o que não ocorre com pratos monocromáticos.

CONHEÇA O CANAL DO CATRAIA DIGITAL NO TWITTER. CLIQUE E SIGA!

A nutricionista Thiane Brito, explica que “levando em consideração as cores dos alimentos, na hora de montar o prato devem ser escolhidas ao menos três cores diferentes. Já pensando em um prato ideal, devem ser escolhidas de 5 a 6 cores diferentes”, conseguindo mais vitaminas e minerais.

Dieta cromática

É ideal investir na diversidade cromática dos alimentos como uma forma de tornar a nutrição completa. Na dieta cromática, a ideia é variar as cores e os alimentos escolhidos para representar cada cor. De acordo com Thiane, essa dieta tem como base a diversificação das cores dos alimentos, “na hora de você montar um prato, na hora de você estruturar a sua alimentação… e consequentemente ajuda você a ter uma refeição mais saudável e nutritiva, devido a presença diversificada de vitaminas, minerais e fibras”.

Os alimentos são divididos em seis grupos, ou seis cores, que reúnem os nutrientes predominantes de cada um. O ideal é realizar a introdução destes alimentos nas refeições, unindo os carboidratos e proteínas necessários com mais frutas, verduras e legumes.

As cores dos alimentos e suas funções

A nutricionista também destaca que cada coloração possui nutrientes específicos.

Amarelos e alaranjados – são fontes de betacaroteno, vitamina C (antioxidante), vitamina A, melhora a imunidade, regula o metabolismo e faz bem para cabelos e unhas.

Brancos – ricos em cálcio e fósforo, ajudam na manutenção de ossos e dentes, atuam na prevenção de diabetes e ajudam no metabolismo das proteínas.

Marrons – fonte de fibras, minerais e vitamina E, regulam o funcionamento do intestino, ajudam a controlar o colesterol e diabetes. Possuem função antioxidante, anticoagulante e contra a fadiga. Aumentam a sensação de saciedade

Verdes – presença de clorofila que ajuda a prevenir patologias. Fonte de fósforo e ferro, rico em fibras, luteína e outras substâncias antioxidantes. Poente energético celular.

Vermelhos – presença de licopeno que traz a coloração vermelha e também é antioxidante, além de fazer bem para o coração, combate células cancerígenas e impede o envelhecimento precoce. Possui vitaminas do complexo B e ainda ajuda a combater o estresse.

Roxos – contém antocianina, ligada a vitamina B1 conhecida como a vitamina da disposição. Ajuda a impedir o envelhecimento das células, aumenta a disposição mental e manutenção do funcionamento do sistema nervoso e coração.

SIGA O CATRAIA DIGITAL NO INSTAGRAM!

Thiane lembra que além das porções dos alimentos, também é importante levar em consideração as cores, pois “quanto mais diversificada e colorida, mais saudável e nutritiva a refeição será”.

Facebook Comments Box

Mônica Peixoto

Pupila de jornalismo, apaixonada pela arte e pela comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.